NOSSA HISTÓRIA

O vinho 1000Curvas foi idealizado por Armando Soares, em parceria com o filho Rodrigo Soares e o enólogo Pedro Mota.

A ideia do projeto surgiu durante a revitalização da Quinta da Castanheira. A propriedade, localizada no concelho de Baião, Norte de Portugal, pertence à família de Armando desde 1958. Estava, entretanto, um pouco esquecida, parada no tempo, e precisava de um toque de carinho e cuidado para voltar a ter vida.

 

A reforma modernizou a casa principal e trouxe novas vinhas a uma propriedade que desde 1907 produzia uvas e fazia vinho para consumo próprio. Foi durante o processo de reconversão das vinhas, em 2010/2011, que o projeto do resgate da Quinta transformou-se também no projeto do 1000Curvas.

 

 

Armando Soares passou a sonhar em lançar um rótulo no mercado.

Mas qual tipo de vinho? Ir para os clássicos verdes? Aproveitar a proximidade do Douro? Ou partir para algo totalmente diferente?

Fazia sentido arriscar. Com o objetivo de criar um blend mais elegante e encorpado, foram plantadas 70% de uvas Chardonnay e 30% de uvas Alvarinho.

 

 

A admirar sua plantação da janela da Quinta, Armando dizia: “Este é o melhor investimento da minha vida”. Estava feliz a pensar no nome, a escolher qual seria a melhor garrafa, o desenho do rótulo – um processo que o aproximou ainda mais do filho Rodrigo.

 

Armando ainda conseguiu ver a primeira vindima, em 2014. Mas foi só. Um acidente no fim do referido ano o levou, tragicamente. Para a família, o pior dos choques. Como seguir em frente? Somente após a vindima de 2015, Rodrigo reúne forças para retomar o projeto. Traz para si a missão de colocar no mercado o vinho que o pai idealizou.

 

Em maio de 2016, o sonho de Armando toma, finalmente, forma: são engarrafados os vinhos 1000Curvas 2014 e 1000Curvas 2015 que saem para o mercado em Janeiro de 2017.

SUZANA SOARES 

Esposa de Armando por mais de 30 anos, Suzana foi testemunha e parceira do sonho do marido. Junto com a nora Mariana e a neta Maria Carolina, representam a face feminina deste projeto.

Como herdeira de Armando e sócia do projecto, Rodrigo e Pedro contam sempre com a sua opinião, mas é como Brand Ambassador da marca trabalhando na divulgação do projecto junto a restaurantes e garrafeiras que Suzana se entusiasma e realiza. Para Suzana, o 1000Curvas não é simplesmente uma marca de vinhos, é uma história de carinho entre pai e filho.

 

Ela apoia e sente muito orgulho de Rodrigo ter colocado o projeto como missão de vida. No fundo, é uma maneira de ter Armando sempre com eles.

RODRIGO SOARES

A Quinta da Castanheira só continuou na família por obra de Rodrigo.

 

Quando a avó Maria José faleceu, em 2008, o pai e o tio pensaram em vender a propriedade. Mas Rodrigo apelou: “Pai, não se desfaça da Quinta. É minha única memória de infância”. Armando concordou, com uma ressalva: Rodrigo assumiria o compromisso de se dedicar e participar do projecto, junto com ele. Assim, pai e filho viraram sócios afectivos no projeto da reforma da Quinta, que, mais tarde, tornar-se-ia o projeto do vinho 1000Curvas.

 

  Após um período de reorganização provocado pelo inesperado falecimento do pai, Rodrigo assume, em 2015, a liderança do projeto e dá continuidade ao sonho de seu Armando.

 

Havia muito a fazer: Escolher o nome do vinho, registar marcas, escolher garrafas, rótulos... Finalmente em Janeiro de 2017, o 1000 Curvas está pronto para se dar a conhecer ao mercado.

PEDRO MOTA

Pedro Mota é licenciado em Enologia pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Atua no mercado de vinhos há 15 anos. ​

 

Entra no projeto 1000 Curvas totalmente ao acaso, em 2009, Armando Soares vai à Adega Cooperativa de Baião buscar vinho para uma festa e é atendido por Pedro. A conversa flui, os dois têm empatia um pelo outro e Armando pede uma indicação: “Pedro, conheces algum enólogo interessado em dar consultoria a um novo projeto?”. Pedro responde, entusiasmado: “Sim, eu!”.

 

Pedro participa assim desde início neste projecto começando como enólogo e consultor sendo o responsável por afinar o blend inusitado que mistura 70% de uma casta internacional, a Chardonnay, com 30% da mais tradicional casta entre os vinhos verdes portugueses, a Alvarinho. A afinidade com Armando e Rodrigo e a paixão e crença neste projecto faz com que seja natural a sua evolução até sócio do projecto.

 

Hoje Pedro é mais do que o enólogo do 1000 Curvas ou sócio do projecto, ele faz parte da família!

GRACINDA GUEDES

Já passaram por suas mãos 4 gerações da família.

D. Maria José (avó de Rodrigo), Armando, Rodrigo e agora os filhos de Rodrigo, (Maria Carolina, Francisco e Joaquim).

Entrou na Quinta da Castanheira com 17 anos em 1958. Desde ai nunca mais teve outra morada. É ela quem  melhor conhece a história da familia e da quinta: os hábitos da família, como se fazia o vinho antigamente… 

 

Os seus cozinhados são afamados: 

No seu fogão à lenha faz maravilhas que harmonizam na perfeição com o 1000 Curvas. O anho assado e o arroz de polvo são especialidades a não perder! 

 

Gracinda faz parte da “mobília” e da família. 

 

É a nossa governanta. Ela manda, nós agradecemos!

JOSÉ CERQUEIRA

Ele é o responsável pela vinha. Nasceu e cresceu numa casa ao fundo da Quinta. Conhece-a desde pequeno como as palmas da sua mão.

O mundo dá voltas, e depois de ter trabalhado na construção civil durante alguns anos, em 2012 volta as origens e Armando contrata-o como caseiro e responsável pela vinha.

 

O lugar onde se sente bem é no meio da vinha. Ele fala com elas todos os dias e acreditem se quiserem, elas respondem com produções fantásticas ano após ano. Sem o nosso Zé não há uvas e sem uvas não há 1000 Curvas!

FERNANDA CONCEIÇÃO

 Ela é a aquisição mais recente da equipa.

 

Com formação em hotelaria é ela que ajuda D. Gracinda a tomar conta da casa principal e preparar tudo para receber a família e amigos.

 

Está sempre disponível para ajudar quer seja em casa, no jardim ou na vinha. É a nossa São e sem ela a casa não funciona!

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • Google ícone social Places